Com uma área total de quase 195.000 quilômetros quadrados, o Pantanal é o maior pântano do mundo. A grande maioria está no estado de Mato Grosso do Sul, mas também se estende ao Mato Grosso e aos países separados do Paraguai e Bolívia, vizinhos do Brasil. Vamos conhecer mais um pouco dessa região brasileira.

Como é o Pantanal?

Como um vasto pantanal tropical, o Pantanal é um recurso muito precioso do Brasil, lar de uma variedade de espécies vegetais e animais. De fato, até 12 ecossistemas sub-regionais foram identificados no Pantanal, cada um com sua própria identidade e características únicas.

Como cerca de 80% das áreas úmidas ficam submersas durante a estação chuvosa, as espécies aqui incluem as aquáticas, tornando-a um destino ainda mais diversificado e fascinante a ser considerado. A água pode subir até cinco metros durante a estação chuvosa. As temperaturas diárias têm uma média anual de 25 graus Celsius. No entanto, sabe-se que os dias de verão sobem a 40 graus, enquanto as noites de inverno podem cair a zero.

Características do Pantanal

As zonas úmidas do Pantanal se estendem por cerca de 600 km de norte a sul ao longo das margens do alto rio Paraguai e vários de seus afluentes, incluindo os rios São Lourenço e Taquari.

O Pantanal é uma planície de inundação sazonal gigantesca. Durante a estação chuvosa do verão (novembro a março), os rios inundam suas margens e inundam as planícies adjacentes, formando lagos rasos e inúmeros pântanos e pântanos e deixando áreas insulares de terreno mais alto.

Durante a estação mais seca do inverno (abril a setembro), os rios retiram-se para suas margens, mas as planícies são drenadas apenas parcialmente. Estudos demonstraram que também existe uma rede de córregos subterrâneos que facilita o fluxo de água subterrâneo. Os sedimentos transportados pelas inundações conferem grande fertilidade aos solos do Pantanal, que sustentam árvores espalhadas, juncos, gramíneas e flores vibrantes.

O Pantanal oferece refúgio para uma rica variedade de vida selvagem, composta por milhares de variedades de borboletas, centenas de espécies de peixes e muitos mamíferos e répteis, incluindo macacos bugios e capuchinhos, antas, capivaras, sucuris e jacarés.

A região também abriga vários animais ameaçados ou cada vez mais raros, incluindo a onça-pintada, o tamanduá-azul, a arara azul-cobalto (o maior papagaio do mundo), o cervo-do-pantanal e a lontra-gigante. Entre as cerca de 600 espécies de pássaros que vivem na região estão a garça-real, o ibis, o pato, a ema maior (a maior ave que não voa da América do Sul) e a cegonha-jabiru. Por ser o local de milhares de acres de terra em que o gado pasta, o Pantanal também é uma das maiores fontes de carne bovina do Brasil.-

Definição do Pantanal

O Pantanal é um ecossistema complexo, misturando aspectos de diferentes biomas em um só. (Foto: Viagem e Turismo)

Biomas no Pantanal

Os interessados nos ecossistemas do Pantanal serão bem recompensados ​​pela grande diversidade encontrada aqui. Os biomas aqui (que incluem florestas semi-áridas, floresta tropical amazônica e savana/cerrado) abrigam aproximadamente 3 500 espécies de plantas conhecidas, com mais descobertas e identificadas pelos cientistas regularmente. Como algumas das áreas úmidas sofrem com a seca durante as estações secas, certas vegetações sofrem estresse hídrico.

Espécies do Pantanal

Uma infinidade de espécies animais pode ser encontrada no Pantanal. Estima-se que existam cerca de 1 000 espécies de aves, 300 mamíferos e 9000 invertebrados, além de inúmeros insetos fascinantes e outras espécies. Algumas das espécies animais muito raras e / ou ameaçadas de extinção incluem:

Cervo do pântano

Lontra de rio gigante

Arara jacinto

Águia solitária coroada

Jaguar

Lobo-guará

Cachorro do mato

Capivara

Anta sul-americana

Tamanduá gigante

Jacaré caiman

Turismo no Pantanal

A estação seca do Pantanal se estende de abril a outubro de cada ano. Durante esse período, é possível acessar a região por estrada. Durante a estação chuvosa, no entanto, os visitantes podem ser obrigados a entrar apenas de avião. Como essa área é popular entre os turistas, há amplas acomodações disponíveis, além de passeios e atividades organizados. Algumas dessas atividades incluem:

  • Andar a cavalo
  • Trilhas para caminhada e passeios
  • Visualização de animais e fotografia
  • Explorar os pântanos em canoa ou barco
  • Pesca de captura e liberação (esportiva)
  • Observação de pássaros (particularmente gratificante em outubro e novembro)

Mesmo nas estações mais quentes, as noites no Pantanal podem se tornar frias. Portanto, os turistas são convidados a trazer roupas quentes, independentemente de quando estão visitando.

Por que o Pantanal é importante?

Entre os muitos outros benefícios que a região oferece, está sua função como uma enorme área para purificação de água e descarga e recarga de águas subterrâneas e como fonte de água. Suas hidrovias também fornecem transporte, e a região como um todo desempenha um papel importante na estabilização do clima (ver mudança climática).

No final do século 20, as atividades de garimpeiros e fazendeiros nas áreas vizinhas e os efeitos de caçadores e turistas no próprio Pantanal ameaçavam perturbar a delicada ecologia das áreas úmidas. Os esforços de preservação incluíram a inscrição em 2000 do Complexo de Conservação do Pantanal, que forma um aglomerado de quatro áreas protegidas no canto sudoeste do estado de Mato Grosso – como um local natural protegido como Patrimônio Mundial da UNESCO.

Ficou alguma dúvida sobre os estudos do Pantanal? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)