O que é objeto em uma frase? Exemplos!

Escrito na categoria "Dicas de gramática" por André M. Coelho.

Objetos em frases não são, necessariamente, objetos físicos. Eles são uma parte integral da compreensão da construção de sentenças usando a correta gramática portuguesa. O bom de entender a função de objetos é que você poderá usar esse conhecimento para qualquer língua, pois objetos são parte da estrutura básica das línguas no mundo.

O que é objeto?

Na gramática, um objeto é um substantivo, uma frase nominal ou um pronome que é afetado pela ação de um verbo. Os objetos fornecem detalhes e textura da linguagem, permitindo a criação de frases complexas.

O objeto em uma frase é, geralmente, o destino de uma ação ou o destino do verbo usado na frase. Se o sujeito é o executor, aquele que executa a ação, o objeto, em si, é aquele que recebe a ação.

Tipos de objetos

Objetos podem funcionar de duas maneiras diferentes dentro de uma frase.

Objetos diretos

Objetos diretos são o resultado de uma ação. Um sujeito faz alguma coisa e o produto é o objeto em si. Por exemplo, considere esta frase:

Maria escreveu um poema

Neste caso, o substantivo “poema” segue o verbo transitivo “escreveu” e completa o significado da sentença.

Objetos indiretos

Objetos indiretos recebem ou respondem ao resultado de uma ação. Considere este exemplo:

Maria enviou-me um email

O pronome “me” vem depois do verbo “enviou” e antes do substantivo “email”, que é o objeto direto desta sentença. O objeto indireto sempre vai antes do objeto direto.

Definição de objeto na voz passiva e na voz ativa

Objetos podem funcionar tanto na voz ativa quanto na voz passiva. Um substantivo ou preposição que serve como um objeto direto na voz ativa torna-se o sujeito quando a sentença é reescrita na voz passiva. Por exemplo:

Ativo: José comprou uma nova churrasqueira.

Passivo: Uma nova churrasqueira foi comprada por José.

Essa característica, chamada passivização, é o que torna os objetos únicos. Não tem certeza se uma palavra é um objeto? Tente convertê-lo da voz ativa para voz passiva; se você puder, para descobrir qual palavra é o objeto.

Objeto em sentenças

O objeto em uma sentença é um elemento gramatical essencial para a compreensão da língua portuguesa. (Foto: Learn languages online for free with Mondly)

Exemplo de objeto direto

Objetos diretos identificam o que ou quem recebe a ação de um verbo transitivo em uma cláusula ou sentença. Quando os pronomes funcionam como objetos diretos, eles costumam tomar a forma do caso objetivo (eu, nós, você, ele, ela, eles, e quem quer que seja). Considere as seguintes frases:

“Ela fechou a caixa com cuidado. Primeiro ela beijou o pai, depois beijou a mãe. Depois abriu novamente a tampa, tirou o porco e segurou-o no rosto.”

Há apenas um sujeito nesta passagem, ainda há seis objetos diretos (caixa, pai, mãe, tampa, porco, isso), uma mistura de substantivos e pronomes.

Como os objetos diretos, os objetos proposicionais recebem a ação do sujeito nas sentenças, mas precisam de uma preposição para que a sentença faça sentido. Encontrar preposições é importante porque se você usar o errado, pode confundir os leitores.

Exemplo de objeto indireto

Substantivos e pronomes também funcionam como objetos indiretos. Esses objetos são os beneficiários ou destinatários da ação em uma sentença. Objetos indiretos respondem às perguntas “para quem” e “para quê”. Por exemplo:

Minha tia abriu sua bolsa e deu ao homem uma moeda.

Era seu aniversário, então mamãe havia feito um bolo de chocolate para João.

No primeiro exemplo, o homem recebe uma moeda. A moeda é um objeto direto e beneficia o homem, um objeto indireto. No segundo exemplo, o bolo é o objeto direto e beneficia João, o objeto indireto.

Ficou alguma dúvida sobre essa parte da gramática? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos ajudar!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é formado em pedagogia, já tendo dado aulas na educação infantil e atuado como professor e coordenador de cursos de inglês. Entendendo como funciona o processo de aprendizagem, decidiu escrever para o blog Provas Discursivas. Assim, compartilha postagens sobre métodos de estudo, provas, redações, escrita, concursos e muito mais para ajudar seus leitores a aprenderem.

Deixe um comentário